Cidades

Grupo é preso suspeito de adulterar carros de luxo e vendê-los nas redes sociais

Delegado informou que os quatro homens adulteravam placas e removiam rastreadores dos veículos. Prisões aconteceram em Goiânia e Aparecida de Goiânia

diario da manha
Quatro homens são presos suspeitos de locar carros para vender nas redes sociais em Goiás - Foto: Reprodução

A Polícia Civil (PC) prendeu quatro homens suspeitos de locar carros de luxo para roubá-los, em Goiânia e Aparecida de Goiânia. De acordo com o delegado Alexandre Netto, o grupo adulterava e vendia os carros nas redes sociais. A prisão preventiva foi realizada na última sexta-feira, 27, como parte da Operação Fraus.

“Imaginamos que o objetivo deles era transferir esses veículos para outros estados da federação ou até mesmo para fora do Brasil. Podem ter ligação com tráfico de drogas, esses veículos pode ser que estavam indo para fora do país, ou para voltar carregados de drogas, ou para serem trocados por droga”, explicou o delegado.

De acordo com o delegado, o grupo alugava os veículos como se fossem clientes tradicionais, mas em seguida adulteravam o sinal identificador, removiam os rastreadores e colocavam “placas frias”. Ainda de acordo com com o investigador, dois dos criminosos utilizaram os próprios nomes na documentação.

Polícia recupera Mercedes Benz locado por grupo que revendia carros de luxo adulterados nas redes sociais em Goiás – Foto: Reprodução

Alexandre completou ainda que o grupo acoplava os rastreadores em baterias estáticas para simular que os veículos estavam em determinado loca, mas, na verdade, já estavam longe.

Se condenados, o delegado informou que até o momento os suspeitos podem responder por associação criminosa, adulteração de sinal identificador de veículo automotor, furto mediante fraude e receptação.

Com informações do G1.

  • Leia também:

Comentários